Frederico Krepe: O mito do “Biden brasileiro” e a busca pela terceira via

Por Frederico Krepe

A vitória de Joe Biden marcou a derrocada eleitoral do maior representante do populismo de extrema-direita no mundo, o então presidente Donald Trump. Esse fato foi muito celebrado dentro e fora dos Estados Unidos. O motivo? Representava a primeira grande rachadura no casco da extrema-direita mundial.

Para o brasileiro, governado por um dos representantes dessa turma, foi o sinal de que Bolsonaro poderia ser derrotado e que a ascensão da extrema-direita poderia ser detida por meio do voto popular. Não é pouca coisa para um povo que não aguenta mais crises diárias patrocinadas pelo presidente e sua turba de fanáticos. 

Com a derrota de Trump, parte importante da imprensa e do meio político começou uma busca pelo “Biden brasileiro”, que seria aquele sujeito com capacidade de unir conservadores e progressistas e derrotar Bolsonaro em 2022, dando fim à tragédia que estamos vivendo.

Essa


Continue lendo no O Cafezinho.