Bolsonaro e Castro entregam Cedae para consórcios privados por 35 anos

Em leilão realizado na sede da B3 em São Paulo, a Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae) foi leiloada para dois consórcios privados pela bagatela de R$27,2 bilhões. O valor teve um ágio de 133% acima do valor esperado que era de R$ 10,6 bilhões.

O contrato prevê que a Cedae fique nas mãos dos dois grupos por 35 anos. O leilão teve a presença de Jair Bolsonaro e do governador do Rio, Cláudio Castro (PSC). Logicamente, o ministro da Economia Paulo Guedes também estava na ocasião.

Ao todo, os contratos envolvem investimentos de R$ 30 bilhões. O objetivo, além da distribuição de água, é obter a universalização da coleta e tratamento de esgoto para cerca de 13 milhões de pessoas. A Cedae continuará existindo, por meio da captação e venda de água para os concessionários.

A empresa Aegea, que tem como sócios o


Continue lendo no O Cafezinho.