No Recife, a população vulnerável está mais próxima dos serviços de saúde que em Duque de Caxias

Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a acessibilidade urbana estimou o acesso a serviços de saúde nas vinte maiores cidades brasileiras. Em Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense, 83,3% da população vulnerável, ou seja, pessoas de 50 anos ou mais entre a metade mais pobre dos habitantes da cidade, está a menos de 30 minutos de caminhada de uma Unidade Básica de Saúde. Já no Recife, 99,6% dos habitantes se encaixam nesse critério. Portanto, no Recife, a população vulnerável está mais próxima dos serviços de saúde que em Duque de Caxias.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

De acordo com o estudo, em torno de 1,6 milhão de brasileiros que moram nas cidades mais populosas residem a mais de 5 km de um hospital público que tenha internação em UTI.

Fonte: Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), compilados em

Continue lendo na Revista Piauí.