Ao cortar uma verba que prometia dobrar, Bolsonaro age como um 'sub-Dilmo'

Continue lendo no Josias de Souza.