Executivo do Facebook é indicado pelo governo para Conselho Nacional de Proteção de Dados

Um executivo do Facebook pode se tornar, em breve, conselheiro de proteção de dados da Agência Nacional de Proteção de Dados, órgão do governo responsável por fiscalizar e punir violações de privacidade. Recém-saído do governo Bolsonaro, onde dirigia a área de desburocratização no Ministério da Economia, José Ziebarth é responsável há oito meses por políticas de privacidade na empresa de Mark Zuckerberg. E, sem deixar o emprego na big tech, ele pode voltar às discussões na esfera governamental, desta vez sentado em uma cadeira do órgão responsável por aplicar a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD.

É o conselho que discutirá a privacidade dos cidadãos no Brasil, estabelecendo regras e limites para empresas e punições para vazamentos e outras violações. O caso da mudança arbitrária nos termos de uso do WhatsApp – que pertence ao Facebook –, por exemplo, poderia ser regulado pela agência.

Parece irônico

Continue lendo no The Intercept.