O É DA COISA: Supremo é a casa das leis, não do fundamentalismo religioso

Continue lendo no Reinaldo Azevedo.