Genoma europeu mais antigo revela sexo contínuo com neandertais

Os ossos de quatro pessoas que viveram na Europa há 45.000 anos acabam de lançar um pouco de luz sobre um dos capítulos mais obscuros e apaixonantes da história da nossa espécie.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.