Na Bahia, PP e PSD protagonizam racha com o grupo político de Jaques Wagner

O grupo político do senador Jaques Wagner (PT) enfrenta o primeiro racha após o líder petista comunicar que pretende ser candidato ao governo da Bahia em 2022.

De prontidão, o também senador Otto Alencar (PSD) afirmou que não deve abrir mão de sua candidatura de reeleição ao Senado pela chapa petista.

Dessa forma, isso impossibilita a indicação de Cacá Leão (PP) para ocupar a vice na chapa de Wagner e a candidatura do atual vice-governador João Leão (PP) ao Senado.

Já no lado do PP, o vice-governador pode também não estar na aliança do PT pela orientação da Direção Nacional. Presidido pelo senador Ciro Nogueira (PI), o partido tem a preferência de apoiar a reeleição de Jair Bolsonaro ou embarcar numa candidatura de terceira via.

Na Bahia, o PP é cobiçado pelo ex-prefeito de Salvador e presidente Nacional do DEM, ACM Neto, que também pretende se lançar


Continue lendo no O Cafezinho.