Aposta fracassada contra as vacinas desgovernou bolsonarismo nas redes

Na ilustração, Bolsonaro exibe uma caixa de cloroquina, o remédio sem eficácia contra a covid-19 que seu governo colocou à frente da vacinação – The Intercept Brasil

O bolsonarismo segue apostando suas fichas na batalha de narrativas para turvar o debate público e tentar faturar politicamente. A tática deu muito certo na última eleição, quando as mamadeiras de piroca circulavam em grande escala pelo WhatsApp. Mas agora, diante de uma conjunção de crises — sanitária, política e econômica—, essa estratégia parece estar perdendo força.

Quando uma narrativa proposta pelo gabinete do ódio perde a batalha, uma outra fresquinha já está no ponto para substituí-la. O cientista de dados Fabio Malini, especialista em comunicação política nas redes sociais, identificou esse padrão nas redes bolsonaristas. No ano passado, as milícias virtuais da extrema direita investiram pesado em propaganda antivacina, mas foram soterradas

Continue lendo no The Intercept.