A era do espólio digital

O vereador de Salvador Irmão Lázaro (PL) morreu aos 54 anos de Covid no dia 19 de março. Além de mulher, duas filhas e muitos amigos, deixou em luto outros milhões de seguidores. O ex-integrante do grupo Olodum (é de sua autoria o hit I Miss Her, dos anos 1990) e cantor gospel (seu canal no YouTube ultrapassa 108 milhões de visualizações) era o segundo político do Brasil com maior força no Facebook: 8,7 milhões de seguidores. Só perdia para o presidente Jair Bolsonaro, com 10 milhões de seguidores na mesma rede.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Na era das redes sociais, a morte de famosos, seja do mundo da política ou do entretenimento, causa outro efeito além da tristeza: uma corrida de gente seguindo os perfis de quem acaba de partir. “O Irmão Lázaro tinha 1,2 milhão de seguidores no Instagram e, três dias após

Continue lendo na Revista Piauí.