O ministro da Saúde, se fosse um homem de bem, pegaria o boné e iria embora. Jair Bolsonaro, fez, nas suas barbas, um novo chamado a que as pessoas saiam normalmente de suas casas para trabalhar, mesmo na hora em que o país está para passar das 4 mil mortes diárias. Nenhum lamento, nenhum luto, […]

O post apareceu primeiro em TIJOLAÇO.

Continue lendo no Tijolaço.