Amazon sabe que entregadores urinam em garrafas e defecam em sacolas, mostram documentos

A viagem agendada do senador Bernie Sanders para Bessemer, estado do Alabama, em apoio à campanha de sindicalização dos trabalhadores da Amazon, fez a empresa se antecipar aos debates. Dave Clark, executivo da Amazon, declarou que a gigante de US$ 1 trilhão seria “a Bernie Sanders dos empregadores”, além de lançar uma provocação: “Se você quiser ouvir um discurso sobre salários de US$ 15 por hora e sobre assistência médica, o senador Sanders estará falando a respeito disso no centro da cidade. Mas se você quiser ganhar pelo menos US$ 15 por hora e ter um bom plano de assistência médica, a Amazon está contratando.”

O deputado Mark Pocan respondeu no twitter: “Pagar US$ 15/hora aos trabalhadores não faz um empregador ser progressista se você impede a sindicalização e faz os trabalhadores urinarem em garrafas de água”, uma referência a informações de 2018, que revelaram o fato de que os trabalhadores da Amazon

Continue lendo no The Intercept.