É mais fácil a ivermectina e a cloroquina te matarem do que te protegerem da covid-19. Saiba por quê.

O virologista Rômulo Neris conta como a ivermectina, a cloroquina e outros medicamentos do kit covid podem detonar a sua saúde. No vídeo, a ação dessas substâncias no organismo e as consequências do uso indevido — entre elas, arritmia, taquicardia grave e problemas no fígado — são abordadas pelo especialista que, com cerca de dez anos de estudo em infecções virais, atualmente pesquisa o coronavírus.

Também conhecidos como componentes do falso tratamento precoce contra a covid-19, esses medicamentos são contraindicados pela Organização Mundial da Saúde, a OMS, por serem comprovadamente ineficazes. A prevenção da doença, segundo os médicos e os cientistas, deve ser feita com o uso de máscara, o distanciamento social, a higienização das mãos e a vacinação.

Neris, que também é biofísico, tem mestrado em Microbiologia e faz doutorado em Imunologia, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

The post É mais fácil a ivermectina e a cloroquina

Continue lendo no The Intercept.