Câmara aprova compra de vacinas sem aprovação da Anvisa

A Câmara dos Deputados aprovou no início da noite desta 3ª feita (23.fev.2021) o texto-base da MP (medida provisória) 1.026 de 2020. A proposta aprovada possibilita que o governo compre vacinas contra o coronavírus sem licitação e antes de a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) registrar a substância.

A aplicação, porém, só poderá ser feita depois da aprovação da Anvisa, seja permanente ou emergencial.

A votação foi simbólica. Ou seja, sem contagem de votos. Isso é possível quando há acerto entre os líderes partidários. Quando o texto foi aprovado, eram analisados os destaques, trechos do projetos votados separadamente. Isso significa que ainda podem haver alterações no projeto.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media


Continue lendo no Poder 360.