Uma cena da República e o poder de premonição das fotografias

Sempre digo que as fotografias de jornalismo referem-se ao futuro tanto quanto própriamente ao presente e ao passado. Há nelas uma impressionante carga de premonição. É só reparar com maior atenção nos elementos e em cada um dos personagens que nelas estão. São pequenos detalhes que, _as vezes mesmo sem perceber, o fotógrafo acaba enxergando […]

Veja mais de Orlando Brito

Continue lendo no Os Divergentes.