Recreio teve mais que o dobro de casos de posse de drogas que Copacabana e mais que o triplo de Ipanema

O número de registros de posse de drogas explodiu na 42ª DP (Recreio) em 2020: foram 501, fazendo a delegacia disparar na liderança desse indicador no ano da pandemia. A segunda delegacia com mais casos no Rio teve menos da metade: foi a 12ª DP (Copacabana), com 200. Em seguida, vem a 13ª DP (Ipanema), com 149 registros. A análise dos dados mostra que, enquanto os registros de tráfico predominam nos bairros mais pobres, os de posse de drogas explodem nas localidades mais privilegiadas do Rio.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

No ano passado, quase todas as regiões da cidade tiveram queda no total de ocorrências de tráfico. Ainda assim, a 34ª DP (Bangu) manteve a liderança, com 178 casos, seguida por 25ª DP (Engenho Novo), com 90; 39ª DP (Pavuna), com 87; 21ª DP (Bonsucesso), com 76; 5ª DP (Mem de Sá), com 75 casos.

Continue lendo na Revista Piauí.