O ativismo de Padre Júlio Lancellotti

Foto: Mídia promocional do programa Entre o Céu e a Terra (TV Brasil)

A primeira vez que ouvi falar de Júlio Lancellotti (coordenador da Pastoral do povo de rua da Arquidiocese de São Paulo) foi assistindo à transmissão simultânea que um coletivo midiativista fazia de um ato, em 2014. Em verdade, tratava-se de um debate público — na acepção mais ampla da palavra, dado que o evento ocorria em uma via da cidade de São Paulo — no qual o padre fora convidado a falar acerca de questões sociais, em meio à efervescência dos protestos do #NãovaiterCopa.

Era impossível não ser impactado pelas palavras de Padre Júlio; pessoa de uma eloquência cativante. Os enunciados dele, por vezes, tocam nossos sentimentos e, em muitos casos, as mais legítimas emoções advêm na curva do que o

Continue lendo no Observatório da Imprensa.