Depois de cair 68% após decisão do STF, mortes pela polícia no Rio voltam ao patamar pré-pandemia

O estado do Rio teve seu início de ano de maior letalidade policial desde que começou a contabilizar essas ocorrências, em 2003. De janeiro a maio de 2020, a polícia do estado matou 744 pessoas, uma média de 149 por mês. No início de junho, porém, o Supremo Tribunal Federal decidiu, em caráter liminar, restringir as operações policiais por conta da pandemia. De junho a setembro, o número total de mortos por policiais no estado do Rio despencou para 191, uma média de 48 por mês. A queda em relação à proporção dos meses anteriores é de 68%.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Em outubro, porém, segundo o Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense (Geni/UFF), as reorientações políticas no comando da segurança do estado fizeram o número de operações na Região Metropolitana dobrar em relação ao mês anterior (de 19 para 38

Continue lendo na Revista Piauí.