Ministério da Saúde pode descartar 6,8 milhões de testes de covid-19

Há risco de perda de 6,86 mi de testes para diagnósticos de covid-19. Os testes comprados pelo Ministério da Saúde perde a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo neste domingo (22.nov.2020). Esse número corresponde a 96% dos 7,15 mi de exames estocados. O restante vence em março. O Poder360 procurou o Ministério da Saúde, que afirmou não ter informações disponíveis sobre o tema.

Os exames RT-PCR estão sendo armazenados pelo governo federal em Guarulhos e ainda não foram distribuídos para a rede pública. O Brasil pode acabar descartando mais exames do que já realizou até agora porque o SUS aplicou 5 milhões de testes desse tipo. O Ministério da Saúde investiu R$ 764,5 milhões em testes e as unidades que estão quase perdendo a validade custaram R$ 290 milhões.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title,


Continue lendo no Poder 360.