A direita sem Bolsonaro

Depois de duas décadas conduzindo os rumos do Brasil, a chamada esquerda foi substituída pela chamada direita. A alternância deveria ser fato normal numa democracia, pois há contingentes de brasilianos que apoiam as duas visões. Porém, deixando-se conduzir por um sujeito tosco como o atual mandatário, a chamada direita pratica a antipropaganda

Veja mais de Itamar Garcez

Continue lendo no Os Divergentes.