Empate e luto no sertão

Não é apenas Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, que anda à espera de um telefonema do candidato perdedor, reconhecendo a sua vitória nas urnas. Em Caraúbas, município do semiárido paraibano, a 240 km de João Pessoa, o atual prefeito, reeleito no dia 15 de novembro, passa por frustração semelhante – guardadas, é claro, as devidas proporções. 

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Ocorre que por lá, na Paraíba, a disputa foi ainda mais acirrada do que no estado da Geórgia, neste ano, ou na Flórida, duas décadas atrás. Quando todos os votos dos caraubenses afinal terminaram de ser contados, na noite de domingo, o resultado foi tão surpreendente que houve quem, tal qual um Donald Trump do sertão, cogitasse ter havido fraude. Um exagero, logo se viu, de apoiadores mais entusiasmados e afoitos. Dada a confiabilidade das urnas, aceitou-se rapidamente que o caso era mesmo

Continue lendo na Revista Piauí.