Em Fortaleza, aliado de Capitão Wagner no motim da PM é preso por sequestro de menina

No último dia 10, um policial militar foi preso em flagrante por sequestro de uma menina de 13 anos em Itaitinga, na Grande Fortaleza. O agente foi afastado de suas funções após ter participado do motim da Polícia Militar do Ceará no início deste ano.

O movimento ilegal que aterrorizou o estado por 13 dias e causou 312 homicídios, foi liderado pelo então deputado federal, Capitão Wagner (PROS), atual candidato a prefeito de Fortaleza e apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o G1, o policial responde por um procedimento na Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança e Administração Penitenciária (CGD) por ter participado do motim.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Marcus Rattacaso, a menina foi seguida pelo agente por dois dias e levada de dentro de um carro onde estava com a mãe e a avó. Ainda de


Continue lendo no O Cafezinho.