Indústria têxtil demitiu o triplo que a indústria automotiva, na pandemia

A indústria brasileira sentiu desde o fim de março o baque causado pela pandemia. Linhas de produção foram paralisadas e trabalhadores foram para casa. Alguns setores sentiram a crise de forma mais aguda. Um dos segmentos mais atingidos foi a indústria têxtil, que fechou 70 mil vagas de emprego formal de março a setembro. Esse dado leva em conta a diferença entre o número de demissões e contratações no período. É um resultado três vezes pior do que o da indústria automotiva, que fechou 23 mil postos de trabalho.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Ao todo, o Brasil fechou 897 mil vagas de emprego formal desde a chegada da pandemia. Esse foi o saldo das 8,4 milhões de demissões e 7,5 milhões de admissões registradas desde março. Considerando a indústria como um todo, foram perdidas 99 mil vagas de emprego nesse período.

Com isso, a pandemia

Continue lendo na Revista Piauí.