Informações hackeadas do STJ valem mais que o dinheiro roubado no assalto ao Banco Central

(Imagem: Agência Brasil)

A cobertura da disputa pela presidência dos Estados Unidos entre Donald Trump (republicano) e Joe Biden (democrata) tomou conta de todos os espaços nobres dos noticiários e jogou para o pé da página as demais notícias que circularam ao redor do mundo nestes últimos dias. Para quem não é do ramo, “pé da página” é uma expressão dos tempos que só existiam os jornais impressos em papel. No Brasil não foi diferente e nem poderia ser. E nos meios locais de comunicação uma das notícias que foi varrida para o pé da página foi o ataque de hackers ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que aconteceu no início do mês (na terça-feira, 03/11). Os hackers criptografaram o acervo de processos do tribunal e o acesso à caixa

Continue lendo no Observatório da Imprensa.