Bolivianos vão às urnas em clima de tensão e desconfiança

Whipala, bandeira de origem andina, foi atacada por manifestantes racistas durante e após o golpe de 2019 – Elineudo Meira/Reprodução/Brasil de Fato

Publicado originalmente no site Brasil de Fato

Cerca de 7 milhões de bolivianos vão às urnas neste domingo (18), das 8h às 17h, para eleger presidente, vice-presidente, deputados e senadores do Estado Plurinacional. Luis Arce, do partido Movimento ao Socialismo (MAS), é apontado como favorito pelas pesquisas de intenção de voto. Atrás dele, estão o ex-presidente Carlos Mesa (Comunidade Cidadã), representante da direita tradicional, e o empresário Luis Fernando Camacho (Acreditamos), considerado um dos operadores do golpe de 2019.

Todas as pesquisas apontam para a possibilidade de vitória de Arce em primeiro turno – segundo alguns institutos, no limite da margem de erro. Para isso, o candidato do MAS precisa fazer mais de 40% dos votos e abrir 10 pontos percentuais sobre o segundo colocado. Nas últimas três pesquisas, a diferença para Mesa está

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.