STF decide que o óbvio continua sendo o óbvio!

Continue lendo no Josias de Souza.