Na eleição, para cada candidato médico, há dois candidatos militares e policiais

Mesmo com a classe médica no centro das atenções devido à pandemia, as candidaturas de médicos nas eleições municipais não decolaram. Ao todo, 2,7 mil médicos vão se candidatar a prefeito, vice-prefeito e vereadores nas eleições deste ano. Em 2016, foram 2,6 mil médicos candidatos. O aumento em 2020, portanto, foi de apenas 6%.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Ao mesmo tempo, uma tropa de 6,7 mil policiais civis e militares, membros das Forças Armadas, militares reformados e bombeiros militares estão se candidatando este ano. É mais que o dobro de todos os candidatos médicos. Em 2016, militares e policiais somavam 5,9 mil candidatos. Houve um crescimento expressivo após a maré bolsonarista de 2018.

Ao passo que em 2016 apenas 71 policiais militares se lançaram candidatos a prefeito, em 2020 esse número saltou para 193. Ou seja, quase triplicou. A maior parte desses policiais é filiada

Continue lendo na Revista Piauí.