A história secreta do lobo-guará

Documentos classificados como sigilosos para evitar “risco à estabilidade financeira, econômica ou monetária do País” fazem parte dos arquivos oficiais sobre a transformação do lobo-guará em moeda circulante no Brasil. A história secreta das cédulas de 200 reais, recém-lançadas com a imagem do simpático canídeo sul-americano, incluiu também um intenso e discreto trabalho do Banco Central para evitar uma corrida injustificada de saques nos bancos, que chegou a ser temida no governo. Na saga do lobo-guará há espaço até para combatentes do crime; no caso, associações de combate ao uso criminoso de dinheiro em espécie.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Deu mais trabalho do que pode parecer o improvisado lançamento da cédula, anunciado em julho deste ano, na contramão do que o próprio governo indicava no ano passado. Em 24 de junho de 2019, em resposta a demandas de associações preocupadas com o uso de dinheiro

Continue lendo na Revista Piauí.