O País dos machos, dos capitães e da guerra

Pouco depois de exaltar o machismo dos agricultores ao enfrentar o vírus — “vocês não pararam, não entraram na conversinha mole de ‘fica em casa’. Isso é para os fracos”, o presidente viu sua aprovação subir de 29 para 40% nas pesquisas mês passado. E foi em frente devastando o país para melhorar sua imagem pelo avesso.

A Casa de Rui Barbosa, centro importante de produção de cultura que está sendo desmontado, acaba de ser brindada com um novo diretor-executivo, o capitão de Mar e Guerra, Carlos Fernando Corbage Rabello.

Na Agência Nacional de Cinema (Ancine), congelada nos últimos tempos, o superintendente de Prestação de Contas é o capitão de Mar e Guerra, Eduardo Andrade Cavalcanti de Albuquerque.

O secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, que tem a Lei Rouanet nas suas mãos, é o capitão da Polícia Militar da Bahia, André Porciúncula Alay Esteves, fã de Olavo de

Continue lendo no Observatório da Imprensa.