De onde menos se espera

(Foto: Júlio Nascimento/PR)

Nossa História contemporânea um dia vai virar livro e nos envergonhar em cada capítulo.

Quem imaginou que ouviria um discurso como o de Bolsonaro na abertura da 75ª Assembléia Geral da ONU no papel da vítima de uma campanha brutal contra a Amazônia? Alegando que nossa floresta é úmida e não propaga fogo em seu interior. E que a culpa é dos indígenas e dos caboclos. “O Brasil já está isolado”, diz o ex-embaixador Sérgio Amaral, “o presidente da França já apoia a iniciativa de criar a figura do ecocídio no Tribunal Penal Internacional”.

E quem imaginava que havia uma cristofobia no Brasil quando, não faz muito tempo, éramos um dos maiores países católicos do mundo? Bolsonaro ofende as outras muitas religiões como o judaísmo,

Continue lendo no Observatório da Imprensa.