Em busca de um jornalismo da esperança

(Foto: Agência Brasil)

A esperança faz parte de mim como o ar que respiro.

Paulo Freire

Desde meados da atual década, o mercado jornalístico foi atingido por uma grande crise de diversas naturezas. Os postos de trabalho diminuíram e muitos profissionais foram obrigados a procurar outros empregos. As conclusões sobre o cenário pessimista que envolve profissionais e o jornalismo está no artigo da revista eletrônica E-Compós, os jornalistas brasileiros em contextos de crises: uma análise das trajetórias profissionais de 2012 a 2017, dos pesquisadores Camilla Tavares, Cíntia Xavier e Felipe Pontes, publicado este ano, em que os autores se debruçaram sobre as mudanças na carreira de 517 jornalistas brasileiros. Os participantes do estudo são os mesmos respondentes de outra pesquisa — o Perfil do Jornalista Brasileiro, realizada em 2012 por dois professores da Universidade

Continue lendo no Observatório da Imprensa.