Viviane Senna e as inverdades sobre propostas apressadas de volta às aulas

Publicado na Rede Brasil Atual

A empresária Viviane Senna (Foto: Reprodução/Facebook)

Por Celso Napolitano, presidente da Federação dos Professores do Estado de São Paulo

A entrevista da empresária Viviane Senna, no jornal Folha de S. Paulo desta quarta (16) – “Está claro que a reabertura das escolas não agrava a pandemia”, página B3, aqui – está repleta de ingenuidades, inverdades, e mesmo falácias sobre assunto que merece ser tratado com maior seriedade. Viviane Senna trata da questão da volta às aulas presenciais.

Como psicóloga, demonstra que pouco entende de epidemiologia. No parecer de equipe qualificada na questão verificou-se que 64,4% das crianças e adolescentes carregam o vírus e são assintomáticas. Isso conforme indicado pelo inquérito sorológico conduzido por técnicos da Prefeitura de São Paulo. Ao afirmar ser pequeno o número de crianças infectadas pela covid-19 no mundo, esquece que, mesmo assintomáticas, crianças transportam vírus para suas casas. E assim potencialmente contaminando pais, amigos, vizinhos, colegas e até

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.