Intimado a depor, Bolsonaro entra com recurso

A Advocacia-Geral da União entrou com recurso no Supremo para que o presidente Jair Bolsonaro não precise depor pessoalmente no inquérito que apura se houve interferência sua na Polícia Federal. Ele já foi intimado pela PF, que propôs como datas 21, 22 ou 23 de setembro, às 14h. Mas a AGU deseja que o presidente responda às perguntas por escrito. (G1)

É um jogo do Planalto. De início, sua estratégia foi se manter em silêncio para ver se nada acontecia, explica Carla Araújo. O objetivo era…


Continue lendo no Canal Meio.