Bolsonaro veta perdão de dívida de igrejas e pede derrubada do veto

Conforme pedido pelo Ministério da Economia, o presidente Jair Bolsonaro vetou, ontem, o perdão a dívidas tributárias acumuladas por igrejas. A medida, aprovada pelo Congresso Nacional, inclui esquecer R$ 868 milhões que não foram pagos à previdência. O veto, porém, não ocorreu por o presidente discordar do projeto. De acordo com sua assessoria, ele cometeria crime de responsabilidade caso sancionasse o texto como ficou. Bolsonaro foi ao Twitter se explicar. Ele afirma considerar “absurdas” as…


Continue lendo no Canal Meio.