Neonazistas, conspiracionistas e antivacinas marcham na Alemanha pelo fim do isolamento social

Vários milhares de pessoas se manifestaram neste sábado em Berlim para protestar contra as medidas de prevenção ao coronavírus que, segundo elas, limitam as liberdades individuais. Os manifestantes, cerca de 17.000 de acordo com a polícia —muito menos do que os 500.000 anunciados pelos organizadores da marcha— se reuniram sob o lema O Fim da Pandemia – Dia de Liberdade.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.