Salles e Pazuello ficam, diz Bolsonaro

Em sua live tradicional das quintas, sozinho no Alvorada por conta da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não cederá a pressões e manterá o comando do ministério do Meio Ambiente e da Saúde. “Temos hoje vinte e três ministérios”, afirmou, “temos nove ministros militares. Sem contar com o vice Mourão. É proibido militar entrar na política? Salles fica e Pazuello fica.” No caso de Salles, a pressão é internacional — fundos de investimento ameaçam deixar o país caso nada…


Continue lendo no Canal Meio.