Em nota ao DCM, GV desmente Decotelli: ele nunca trabalhou 40 anos na Fundação como disse nesta segunda

É uma mentira atrás da outra, impressionante

Já há quem diga que Bolsonaro vai manter Carlos Decotelli no ministério da Educação, pois ele não traiu o governo e apenas se atrapalhou ao informar sobre sua carreira acadêmica.

Difícil de acreditar. Bolsonaro disse o mesmo sobre Sergio Moro algumas vezes, negando a saída dele do governo, e também sobre Weintraub, que saiu corrido do país após ameaçar os ministros do STF e, ainda, sobre Regina Duarte.

Quanto a Decotelli, de uma coisa ele não escapa: entrou para o anedotário do governo, protagonizando um dos momentos mais ridículos desde que Jair tomou posse em janeiro passado.

Tendo seu currículo desmentido em praticamente toda sua totalidade, dobrou a aposta em entrevista coletiva na tarde desta segunda, 29, na porta do Ministério.

Para justificar o pós-doutorado que não fez na Bergische Universitãt Wuppertal, na Alemanha, alegou que foi recebido na instituição

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.