‘Sem cuidar da saúde das pessoas, a economia será destruída’, diz Monica de Bolle

A economista Monica de Bolle disse que “a economia é feita de gente” e que, se o governo “não proteger a saúde das pessoas, vai destruir a economia do mesmo jeito”.

Segundo ela, “um país em colapso por causa de uma epidemia sem controle é muito mais complicado de reconstruir [do ponto de vista econômico]”. Ela criticou a ideia do presidente Jair Bolsonaro de querer que as pessoas voltem a trabalhar e não obedeçam às determinações de distanciamento social. Para Monica de Bolle, afrouxar essas regras é “absolutamente prematuro”.

A economista fez o alerta em entrevista especial concedida à “Pastoral Americana” na sexta-feira passada e que foi ao ar na rádio CBN duas vezes no último fim de semana. Ela considerou “criminosa” a propaganda divulgada pelo governo federal estimulando as pessoas a romper a quarentena e retomar o trabalho.

Professora da Universidade Johns Hopkins e pesquisadora sênior do Instituto Peterson de

Continue lendo no Blog do Kennedy.