Castello Branco mente?

A divergência de informações entre Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e a Petrobrás sobre o abastecimento de petróleo e seus derivados é um caso que merece atenção.

Tanto na mídia e quanto na justiça, diferentes argumentos aparecem sobre os impactos da greve dos petroleiros.

Não tem nem dois anos que o Brasil viveu um grande impacto no PIB, justamente pela questão do desabastecimento de combustíveis. Gasolina, Diesel e gás de cozinha são insumos cruciais para economia e o bem estar do povo.

Sendo assim, é natural imaginar que o país não pode deixar pairar a dúvida sobre o futuro de uma fonte de energia tão crucial.

Enquanto Castello Branco deixa entender na Globo News não ter sequer perspectiva de perda de produção, Décio Oddone da Agência Nacional de Petróleo alerta para os problemas de abastecimento e fiscais que a greve dos petroleiros pode gerar.

Oras, se não


Continue lendo no O Cafezinho.