Planos de saúde em dívida com o SUS

Os planos de saúde brasileiros são obrigados por lei a reembolsar o Sistema Único de Saúde (SUS) quando seus usuários são atendidos na rede pública – desde que o serviço seja coberto pelo convênio. A regra já foi contestada na Justiça, mas, em 2018, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o reembolso é constitucional: já que o plano pagaria pelo atendimento particular, é correto também que pague ao SUS. O reembolso é cobrado por internações e atendimentos de média e alta complexidade. Nem sempre, porém, a fatura é liquidada. O SUS já cobrou 5,7 bilhões de reais dos planos, desde 2001 a 2019. Até agora, 1,7 bilhão não foi pago. De 2001 a 2018, o SUS realizou mais de 6 milhões de atendimentos a pessoas com plano de saúde. A principal causa de atendimento foi o câncer de mama. O =igualdades desta semana mostra os dados sobre o ressarcimento dos

Continue lendo na Revista Piauí.