Capitão Jair detona filme que não viu e livro que não leu

Entre outros problemas cognitivos, o capitão Jair Bolsonaro, nosso presidente da República, tem sérias dificuldades para lidar com a verdade factual.

Há uma incompatibilidade visceral entre a realidade e as fantasias do máximo mandatário.

De volta as férias, partiu com os dois pés para cima do documentário “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, que concorre ao Oscar, e do livro”Tormenta”, da jornalista Thaís Oyama, sobre o seu primeiro ano de governo.

Gosto não se discute, mas esse caso é mais grave porque ele confessou que não viu o filme nem leu o livro.

Aliás, o ex-militar não se dá bem com o cinema e a literatura, e com a cultura em geral, que ele abomina como coisa de comunistas.

Seu repertório nessa área deve se limitar a filmes de bangue-bangue e livrinhos de sacanagem, a julgar pelo seu palavreado chulo.

Para ele, que governa montado num esquema industrial de mentiras,

Continue lendo no Balaio do Kotscho.