Iraque se move para expulsar soldados americanos do país

A primeira consequência da morte do general iraniano Qassim Suleimani, que ocorreu na madrugada de sexta-feira em Bagdá, saiu do Iraque. O parlamento aprovou, ontem, a autorização para saída das forças militares americanas do país. Suleimani, um dos mais poderosos líderes do país vizinho, foi alvo de um míssil americano em um ataque em território iraquiano sem que o governo local fosse sequer avisado. A decisão, agora, cabe ao premiê Adel Abdul Mahdi. “O que aconteceu foi um assassinato…


Continue lendo no Canal Meio.