Pacificar o país ou radicalizar com Bolsonaro? O dilema de Lula e do PT daqui para frente

“Lula deve pregar pacificação do país, afirma Rui Costa _ Governador da Bahia critica radicalização e pede reajuste no discurso econômico do PT”.

Essa é a manchete da Folha deste sábado, que certamente provocará um acirrado debate no PT sobre os rumos do partido daqui para a frente, após um ano de governo Bolsonaro e com Lula em liberdade.

Em entrevista ao repórter Igor Gielow, um dos governadores mais bem avaliados do país e principal nome petista com cargo eletivo, que veio a São Paulo esta semana para o leilão da concessão da ponte que ligará Salvador a Itaparica, defende que o PT precisa deixar a polarização e buscar a pacificação do país, um caminho também defendido por outros líderes do partido, mas que não foi apontado nos primeiros discursos e entrevistas de Lula depois de sair da prisão.

No encontro nacional do PT, na semana passada, em São Paulo,

Continue lendo no Balaio do Kotscho.