Filho de Lula é alvo de nova fase da Lava Jato

Anunciada ontem, a nova fase da Operação Lava Jato pretende investigar R$ 132 milhões que teriam sido repassados entre 2004 e 2016 pela Oi/Telemar para o Gamecorp/Gol, grupo controlado pelo filho do ex-presidente Lula, o Lulinha. A Oi teria contratado a empresa por preços acima dos valores de mercado e sem realizar cotação com outros fornecedores. O grupo não só não tinha mão de obra suficiente para realizar os serviços, como muitos sequer foram entregues. Os valores pagos pela operadora de…


Continue lendo no Canal Meio.