Recomeça investigação de Flávio Bolsonaro

Após quatro meses parada por ordem do presidente do Supremo, Dias Toffoli, recomeça hoje a no Ministério Público do Rio a investigação sobre lavagem de dinheiro e desvio de verbas públicas do senador Fleavio Bolsonaro e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz. A Defesa alega que os dados solicitados ao Coaf pelos procuradores configurariam quebra de sigilo pela quantidade de detalhes nos relatórios. O MP, porém, argumenta que todos os dados foram requeridos pelo sistema como exigiu em sua decisão no…


Continue lendo no Canal Meio.