Diálogo de surdos: esquerda e direita falam só para bolhas de convertidos

Em entrevistas e discursos, é sempre a mesma coisa, sem novidades: esquerda e direita se equivalem na mesmice das mensagens, falando para os já convertidos.

Como os dois lados têm o apoio de um terço do eleitorado cada um, segundo as pesquisas, sobram 40% que estão esquecidos e já nem prestam mais atenção.

A maioria silenciosa, que decide eleições, apenas assiste bestificada a esse diálogo de surdos.

Nas redes sociais, todos os levantamentos mostram um massacre da extrema-direita, cada vez mais radicalizada: são idiotas falando para idiotas empoderados pelo bolsonarismo.

A esquerda está numa encruzilhada, e não se trata só de ter os mesmos recursos humanos, tecnológicos e financeiros para montar estrutura semelhante.

O problema é o conteúdo: para lutar com as mesmas armas, a esquerda analógica teria que abrir mão de princípios e partir também para a baixaria, que é o que rende cliques e audiência, alimentando os algoritmos

Continue lendo no Balaio do Kotscho.