Cotas contribuem para aumento de negros no ensino superior público

É boa a notícia de que, pela primeira vez, a população negra passou a representar 50,3% dos estudantes de ensino superior da rede pública.

O dado é da pesquisa Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo o IBGE, os negros são a população que se declara preta ou parda.

Hoje, 55,8% da população brasileira é negra. Portanto, ainda falta 5,5% pontos percentuais para que a representação universitária espelhe a vida real. Mas, sem dúvida, houve avanços nos últimos anos com a política de cotas nas universidades públicas.

As cotas têm papel fundamental para a redução das desigualdades, apesar de disparidades de renda e escolaridade continuarem altas entre brancos e negros.

Ouça o comentário no áudio abaixo:

Continue lendo no Blog do Kennedy.