MBL quer criminalizar Lula pelo que fez no verão passado

É irônico que o MBL (Movimento Brasil Livre), que organizava movimentos de rua contra o governo Dilma, queira agora usar uma lei da ditadura militar quando o ex-presidente Lula pede que os brasileiros sigam o exemplo dos chilenos, que têm feito grandes manifestações contra a administração de Sebastián Piñera.

É descabido o pedido do MBL ao Ministério Público Federal para eventuais prisões preventivas do ex-presidente Lula e do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. O MBL considerou que o discurso de Lula no sábado, um dia depois de deixar a prisão, foi incitação ao crime e ao terrorismo e feriu a Lei de Segurança Nacional.

Para o MBL, democracia e manifestações de rua só funcionam a favor de seus ideais. É uma visão antidemocrática da necessária pluralidade de debates na sociedade. O MBL quer criminalizar Lula e Dirceu pelo que fez no verão passado.

Ouça o comentário a partir dos

Continue lendo no Blog do Kennedy.