Vaza Jato foi fundamental para fim da prisão em 2ª instância

A Vaza Jato foi fundamental para o STF derrubar ontem a possibilidade de prisão após uma sentença condenatória em segunda instância. As revelações de abusos de integrantes da força-tarefa da Lava Jato convenceram os ministros Celso de Mello e Rosa Weber a manter seus entendimentos a favor do esgotamento do trânsito em julgado, como prevê a Constiuição, e inibiram reações mais incisivos dos ministros Roberto Barroso, Luiz Fux e Edson Fachin, os três mais lavajatistas do Supremo Tribunal Federal.

Durante o julgamento, quando Gilmar Mendes e Dias Toffoli fizeram ataques citaram revelações da Vaza Jato, ministros pró-Lava Jato não tiveram força para debater e sustentar argumentos para manter a possibilidade de prisão na segunda instância. Apesar de parte da imprensa não dar eco à Vaza Jato, o STF deu. Mais uma vez, o placar foi apertado, 6 a 5.

Presidente do STF, Dias Toffoli deixou claro que seria o sexto

Continue lendo no Blog do Kennedy.