Hienas de Bolsonaro são estratégia de desconstrução do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse que foi um “erro” o tuíte de ontem no qual comparou a hienas o STF, veículos imprensa, partidos políticos, instituições da sociedade civil, entre outros supostos opositores. Na peça, Bolsonaro é retratado como um leão acossado.

Não se trata de “erro”, como disse o presidente, mas de estratégia para desviar o foco dos áudios de Fabrício Queiroz insinuando que pode deixar de ser um homem-bomba sob controle. Deu certo. O país ignorou Queiroz e só fala do leão e das hienas desde ontem.

Trata-se de uma estratégia de ataque permanente, estimulando conflitos. O objetivo é a desconstrução do Brasil, a destruição institucional do país.

É bom citar o trecho de um discurso de Bolsonaro feito na Embaixada em Washington em 17 de março na presença de Olavo de Carvalho, escritor de extrema-direita e guru da família presidencial, e Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump e articulador

Continue lendo no Blog do Kennedy.